Pular para o conteúdo principal

DIA DAS CRIANÇAS - Passe um dia diferente ao lado de seu filho



O Dia das Crianças está próximo e com ele, a correria para a compra de presentes. Para os pais que podem gastar um pouco mais, não faltam opções e preços. Para outros, no entanto, a data nem sempre é bem-vinda. Afinal, desemprego e dinheiro curto no bolso não combinam com presentes nessa época do ano. Além do mais, outubro é tão próximo do Natal!
Mas qual a saída para uma situação como essa? Na opinião da psicóloga Elaine Rabelo de Araújo Alciprete, de São José dos Campos, as crianças de hoje compreendem muito bem o mundo em que vivem. "Uma boa
conversa com os filhos, explicando as dificuldades em comprar brinquedos agora, é uma boa alternativa".

Para ela, essa sinceridade dos pais faz com que os filhos se sintam mais confiantes e seguros para enfrentar os próprios problemas no futuro. Ela garante ainda que, para a criança, muito mais importante do que ganhar
um brinquedo nessa data é ser tratada com atenção, amor, respeito e carinho.

DECEPÇÕES - "Temos casos em que os pais se preocupam mais com o presente do que a própria criança. Eles vêem a data como uma chance de se mostrarem presentes, o que não está certo, pois a criança necessita da presença dos pais todos os dias na sua vida", afirma Elaine.
Segundo a psicóloga, o que acontece hoje em dia é que os pais não querem que os filhos sofram decepções. Assim, não dar o presente no Dia das Crianças muitas vezes deixa os pais mais angustiados do que os
próprios filhos.

"Infelizmente, com essa preocupação os pais não conseguem perceber o que, na verdade, faz seus filhos felizes. Além disso, as decepções fazem parte da vida e do aprendizado e os filhos precisam aprender a lidar com elas desde pequenos".
CRIATIVIDADE - Elaine acredita que, juntos, pais e filhos também podem descobrir outras formas para se divertir no Dia das Crianças, como confeccionar jogos e brinquedos com materiais mais simples que todos têm em casa, como sucatas, tesoura, cola, papéis e lápis. "Além de aproximá-los, desenvolve a criatividade das crianças", sugere.
De acordo com Elaine, o importante mesmo é que os pais aproveitem a data para participar mais da vida dos filhos. "Sair para brincar, fazer um piquenique, passear no parque, jogar bola, correr, fazer qualquer coisa para que eles se sintam amados é o mais importante", enfatiza a psicóloga.

Fonte: Jornal do Consumidor - N. 521 - de 04 a 10 de outubro de 2003
Informativo Semanal da Prefeitura da Cidade de São José dos Campos - SP
http://www.sjc.sp.gov.br